Por que piscamos?

Por que piscamos?

Nosso corpo realiza muitas funções de forma “automática”, ou seja, sem que precisemos pensar ou decidir para que elas sejam executadas, como a respiração e o batimento cardíaco, entre outras. Isso permite que continuemos vivos, pois se essas funções parassem de serem executadas por um simples esquecimento ou desatenção, partiríamos desta para melhor!

Isso é facilmente compreensível, pois todo o nosso corpo depende dessas funções em pleno funcionamento, mas e nossas pálpebras, por que não param de se movimentar?

Os olhos são uns dos órgãos mais sensíveis de nosso corpo, e necessitam de uma lubrificação constante para estarem saudáveis e exercerem suas funções de maneira eficaz.

Se você tem dúvidas sobre isso, tente ficar sem piscar por um tempo maior do que o normal, e não precisa muito, apenas um minuto. Você vai perceber do que estamos falando.

Mas o que lubrifica os olhos?

Entre os olhos e a estrutura nasal, popularmente conhecidas como “canto dos olhos” existem as glândulas lacrimais, que produzem as lágrimas, ricas em nutrientes para, além da lubrificação, fazerem uma verdadeira limpeza nos mesmos. Em diversas culturas pelo mundo, esse par de órgãos maravilhosos que possuímos, são considerados “janelas da alma”.

Os olhos não são privilégio de nós, humanos. Em todo o reino animal, com raríssimas exceções, todos possuem essas “janelas da alma”. Até mesmo os insetos, muitos deles com vários pares de olhos, como as aranhas. Outros com olhos tão avançados, que possuem uma visão panorâmica de 360 graus, ou seja, possuem literalmente olhos nas costas.

E para quem pensa que os olhos são apenas para enxergarmos esse maravilhoso mundo que nos cerca, o que já seria suficiente para cuidarmos deles como preciosidades, ele ainda exerce funções importantíssimas em nosso corpo, principalmente junto ao cérebro. Seus movimentos ativam partes cerebrais, conforme são executados, como a criatividade, a memória, e até mesmo reações químicas que interferem em outras partes do nosso corpo, gerando desejos ou repulsas.

E quantas vezes piscamos por dia?

Bem, existe uma média sim, entre 8.000 a 9.000 vezes por dia, e essa frequência pode variar dependendo de vários fatores, como o tipo de ambiente em que estamos, que pode ser mais seco, mais úmido, com mais ou menos impurezas na atmosfera. Além disso, cada um de nós possui um nível de hidratação corporal, que também irá influenciar na eficiência desse mecanismo, aumentando ou diminuindo sua necessidade.

Dados científicos à parte, uma simples piscadinha direcionada para a pessoa certa, na hora certa, pode abrir novas possibilidades, além de uma simples função orgânica. Experimente!

master

Envie-nos seu comentário

%d blogueiros gostam disto: