O que seria da espécie humana sem os cães?

O que seria da espécie humana sem os cães?

Todos nós sabemos que o caminho traçado pela espécie humana até o atual estado evolutivo em que nos encontramos não foi uma tarefa nada fácil, porém o que poucos sabem é a importância do “melhor amigo do homem” nesse trajeto evolutivo. Inicialmente a espécie humana era basicamente nômade, vagando atrás de comida e água sem se estabelecer em um ponto específico. Contudo, somos uma espécie frágil se comparado com outros animais, não possuímos as garras e músculos que encontramos em tantos animais carnívoros e nem temos o melhor olfato, audição e visão do reino animal.

Nesse cenário nem tanto promissor surgiu uma relação de mutualismo pouco provável para a época. Pequenos grupos de lobos começaram a seguir os grupos nômades de humanos para se alimentar dos restos de alimentos deixados para trás pelos homens. Essa é a teoria evolutiva mais aceita atualmente para explicar o surgimento dos nossos atuais cães domésticos, tendo em vista que as atuais espécies de cães ainda carregam cerca de 98% do DNA dos lobos.

Inicialmente essa amizade entre lobos e homens não era muito próxima, porém ambos saiam beneficiados, os lobos conseguiam alimento e os humanos possuíam proteção, visto que era mais difícil que outros animais atacassem os homens com a presença de uma alcateia por perto. Essa teoria foi ainda mais confirmada após um grupo de estudiosos da Universidade Stony Brook, dos Estados Unidos, afirmar que todos os cães que conhecemos hoje em dia vieram de um único grupo de lobos que foram domesticados entre 40 mil e 20 mil anos atrás, na região da atual Europa.

Com o passar do tempo essa relação entre lobos e homens começou a ser mais próxima, através do nascimento de novas gerações de lobos que viam a figura do homem como o alfa de sua alcateia, dando origem assim ao cão doméstico que conhecemos atualmente. Através do cruzamento seletivo daqueles cães que possuíam mais afinidade com os humanos, o homem foi conseguindo cada vez mais um companheiro fiel e dócil para auxiliar nas tarefas do dia a dia.

Primeiramente os cães ajudavam em tarefas como a caça por exemplo, enquanto os humanos ainda eram nômades. Com o passar dos anos esses grupos passaram a se fixar em comunidades e adotar a agricultura e criação de outros animais para o seu sustento, nesse cenário o cão não foi excluído de seu cotidiano, mas adaptado para a realização de novas tarefas, como o pastoreio de animais por exemplo.

Atualmente não precisamos mais dos cães para caçar ou nos proteger de outros animais, porém essa relação de milhares de anos fez com que ainda convivamos com eles, onde muitas vezes nem são considerados animais de estimação, mas sim membros da família.

master

Envie-nos seu comentário

%d blogueiros gostam disto: